Unidades demonstrativas contribuem para o processo de regeneração florestal

11 de Abril de 2022

Regenerar a natureza é possível e um caminho importante para a conservação das nascentes, a preservação da biodiversidade e o combate à crise climática. No Plano Conservador da Mantiqueira são utilizadas múltiplas técnicas de restauração de ecossistemas em seis Unidades Demonstrativas (UD), nos municípios: Salesópolis (SP), Cruzeiro (SP), Inconfidentes (MG), Machado (MG), Muzambinho (MG) e Rio da Pomba (MG), na Zona da Mata. 
 
Nesses espaços são analisadas as melhores técnicas de plantio para recomposição da vegetação nativa, criando condições para que a natureza se regenere. Além disso, as UDs têm como objetivo serem áreas experimentais para a divulgação das técnicas de restauração para proprietários rurais, agricultores, técnicos e estudantes; e também no engajamento dos produtores rurais. As técnicas de restauração de ecossistemas mais utilizadas são: muvuca, sistema agroflorestal, plantio total de mudas, plantio total de mudas para formação de florestas multifuncionais e condução da regeneração natural.  

Regenerar a natureza é possível e um caminho importante para a conservação das nascentes, a preservação da biodiversidade e o combate à crise climática. No Plano Conservador da Mantiqueira são utilizadas múltiplas técnicas de restauração de ecossistemas em seis Unidades Demonstrativas (UD), nos municípios: Salesópolis (SP), Cruzeiro (SP), Inconfidentes (MG), Machado (MG), Muzambinho (MG) e Rio da Pomba (MG), na Zona da Mata. 


Nesses espaços são analisadas as melhores técnicas de plantio para recomposição da vegetação nativa, criando condições para que a natureza se regenere. Além disso, as UDs têm como objetivo serem áreas experimentais para a divulgação das técnicas de restauração para proprietários rurais, agricultores, técnicos e estudantes; e também no engajamento dos produtores rurais. As técnicas de restauração de ecossistemas mais utilizadas são: muvuca, sistema agroflorestal, plantio total de mudas, plantio total de mudas para formação de florestas multifuncionais e condução da regeneração natural.  
  
Em Salesópolis, cidade que fica a 98 km da capital paulista, a UD foi criada em 2017 com objetivo de avaliar a viabilidade do potencial econômico e ecológico de uso planejado de espécies florestais nativas madeireiras e não madeireiras na restauração de áreas de Reserva Legal. Foram plantadas mais de 10 mil mudas no projeto. Já em Cruzeiro, também no estado de SP, o trabalho de restauração florestal focou na conversão de uso de área de pastagem degradada para sistema agroflorestal, áreas de semeadura direta (muvuca) e áreas de plantio
total de mudas nativas. A exposição destas diferentes técnicas está contribuindo para a diversificação das estratégias de restauração das paisagensdo Vale Paraíba. 
  
Os municípios mineiros Infonfidentes, Machado e Muzambinho também foram contemplados com Unidades Demonstrativas em parceria com o Instituto Federal IFSULDEMINAS e a TNC. Nessas UDs também foram utilizadastécnicas diversificadas de restauração de ecossistemas, como a muvuca de sementes e o plantio totalde mudas nativas.  
  
Em Rio da Pomba, na Zona da Mata mineira, a mais recente, o trabalho foi realizado em parceria com a Universidade Federal de Viçosa, o Instituto Estadual de Florestas, organizações locais e as Prefeituras de Extrema e Rio da Pomba, além de contar com o apoio do WRI e da TNC. Por lá, foram utilizadasas técnicas de plantio total de mudas mudas nativas, sistema agroflorestal e a condução daregeneração natural.

Notícias