Dia mundial da água

Extrema é reconhecia mundialmente pelo seu projeto “Conservador das Águas”, que já plantou 1,6 milhão de mudas, mais de mil bacias de contenção de água pluviais e mais de 7 mil hectares protegidos. Com todos esses benefícios, gera a produção de bilhões de litros de água, a substância mais preciosa da vida.

Com todo esse sucesso, o projeto Conservador das Águas inspirou e motivou a criação de um plano mais amplo de restauração florestal para toda a região de influência da Serra da Mantiqueira, o Conservador da Mantiqueira, que já foi aderido por 25 municípios da região com expectativa de atingir mais de 280 cidades.

Hoje, dia 22 de março é o Dia Mundial da Água e com muito orgulho podemos comemorar este dia, porque aqui conservamos água, uma atitude que gera qualidade de vida para toda a população.

1° Fórum de Educação para a sustentabilidade

Nesta quinta-feira, 14 de março, aconteceu na Secretaria de Meio Ambiente o 1° Fórum de Educação para a sustentabilidade. A capacitação envolve as Secretarias de Educação, Meio Ambiente e Turismo e é voltada para os orientadores pedagógicos da rede de ensino municipal que marca o início do projeto de Educação Ambiental. Os processos e ações de Educação Ambiental acontecem desde 1997 passando por adaptações durante estes 22 anos.
No ano de 2019 o projeto vem com uma proposta inovadora, trazendo a abordagem da Educação para a Sustentabilidade abordando o tema “Educar para a Vida”, embasado nos três pilares da sustentabilidade: ambiental, social e econômico. O projeto visa desenvolver conceitos e práticas voltadas ao pertencimento, alteridade, autocrítica e conhecimentos aplicados as problemáticas ambientais locais.
Neste ano, há ainda um momento de reflexão e estudo, um olhar para redescobrir e usar os ” óculos da sustentabilidade” , que vem tanto do processo de adequação do currículo atual a nova Base Nacional Curricular Comum, quanto do esforço conjunto do Município de Extrema em aprovar uma base legal para as ações por meio da Política Municipal de Educação para a Sustentabilidade. Em decorrência deste trabalho a proposta é melhorar e diversificar as atividades a serem propostas aos participantes do projeto. Os orientadores, a partir desta capacitação, atuam como agentes multiplicadores em suas escolas, adequando as propostas a comunidade escolar e as suas particularidades e de cada uma dos atores escolares envolvidos.

Secretaria de Meio Ambiente realiza Audiência Pública

Os temas serão sobre a revisão dos planos municipais de Saneamento Básico e de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

Acontecerá no dia 25 de janeiro, próxima sexta-feira, às 9h, na Secretaria de Meio Ambiente, a Audiência Pública sobre a revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) e do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS) do município de Extrema – MG.

Este trabalho constitui-se como a Primeira Revisão do PMSB e do PMGIRS de Extrema-MG, concretizado em dezembro de 2015. O primeiro contém determinações sobre os Sistemas de Abastecimento de Água Potável, Esgotamento Sanitário, Limpeza Urbana e Manejo de Resíduos Sólidos e Drenagem Urbana e Manejo de Águas Pluviais. Já o PMGIRS trata-se de um diagnóstico sobre a situação atual do conjunto de resíduos gerados no município, bem como da definição de diretrizes, estratégias e metas, segundo as quais as ações serão desenvolvidas. Esse Plano é um dos instrumentos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal nº 12.305/2010), sendo condição necessária para os municípios acessarem os recursos federais destinados à limpeza urbana e ao manejo de resíduos sólidos.

Nesse sentido, a revisão do PMSB e do PMGIRS do município de Extrema – MG consistiu, inicialmente, na realização de um novo diagnóstico da situação atual dos quatro serviços de saneamento básico e, após, buscou-se verificar o nível de execução dos respectivos Planos, considerando as metas definidas e os prazos estabelecidos, ou seja, verificar se os objetivos e as metas de curto prazo dos referidos Planos estão sendo atendidos. Cabe salientar que a análise de verificação das metas e objetivos perpassam pela análise da compatibilidade da aplicação dos recursos financeiros com o que foi programado, considerando o conjunto das ações do PMSB e PMGIRS implementadas; e, pela análise do quanto as ações definidas e efetivamente executadas têm conseguido mudar a realidade local. Outra etapa do processo de revisão consistiu na avaliação de possíveis falhas quando da elaboração dos Planos, buscando ajustá-las nesse trabalho.

Secretaria de Meio Ambiente realiza Semana Interna de Prevenção de Acidente do Trabalho

A Secretaria de Meio Ambiente realizou a 3ª Semana Interna de Prevenção de Acidente do Trabalho e Meio Ambiente (SIPATMA). Durante as atividades, voltadas para os funcionários da secretaria, foram discutidos temas como segurança do trabalho, saúde mental, alcoolismo e saúde bucal. A SIPATMA tem o objetivo de realizar atividades que alertem os funcionários para a prevenção de acidentes, saúde e segurança no local de trabalho, a fim de criar uma consciência crítica e observadora em todos os funcionários que compõem a secretaria.

Conservador das Águas vence prêmio do Conselho Estadual de Política Ambiental

A Prefeitura de Extrema recebeu mais um prêmio como reconhecimento pelo projeto Conservador das Águas, que vem preservando os mananciais da cidade. O Conselho Estadual de Política Ambiental entregou, nesta quarta-feira, 12 de dezembro, o prêmio Natureza Gerais, na categoria Órgãos ou Entidades Públicas.

A premiação foi instituída pela Deliberação Normativa Copam nº 224, publicada em 1º de agosto de 2018, com o objetivo de valorizar, reconhecer e divulgar ações e projetos, em execução ou que já foram executados, que contribuam para a preservação e melhoria da qualidade ambiental no Estado de Minas Gerais.

O prêmio é dividido em quatro categorias: melhor ação ou projeto ambiental promovido por órgãos ou entidades públicas; melhor ação ou projeto ambiental promovido pela sociedade civil, incluindo instituições de ensino privadas, organizações não governamentais e entidades de classe; melhor ação ou projeto ambiental promovido pelo setor produtivo e melhor exemplo em cidadania ambiental, destinado exclusivamente a pessoas físicas que, por suas ações, se destaquem na defesa e preservação do meio ambiente.

Em 2018, após 13 anos de atividades, o Conservador das Águas ultrapassou a quantidade de 1,6 milhão de mudas plantadas e 6.849 de hectares protegidos. O projeto é pioneiro no Brasil em pagamento por serviços ambientais (PSA) ao promover a adequação ambiental das propriedades rurais e manter a qualidade dos mananciais de Extrema. A água “produzida” na cidade abastece grande parte do município de São Paulo, por meio do Sistema Cantareira. A Prefeitura de Extrema recompensa financeiramente os proprietários rurais que aderem ao projeto e que cumpram com as metas. O valor pago em 2018 correspondeu a R$ 285 por hectare/ano.

ULTIMAS NOTÍCIAS

TODAS AS NOTÍCIAS 

Extrema recebe novo prêmio pela gestão do Meio Ambiente

Extrema conquistou mais uma premiação na área de Meio Ambiente, desta vez concedido pelo Governo Federal. O município foi indicado para receber certificação do Ministério do Meio Ambiente, promovida em conjunto com a Associação Nacional dos Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), como referência na gestão ambiental municipal.

O anúncio dos municípios indicados foi feito nesta quarta-feira (29), pela secretária de Articulação e Cidadania Institucional do ministério, Rejane Pieratti, na 131ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), em Brasília. No total, foram 100 municípios contemplados mais os 27 que integram as secretarias de Meio Ambiente das capitais do Brasil e do Distrito Federal. A premiação está prevista para junho de 2019, no Fórum Brasil de Gestão Ambiental, que será realizado em Campinas (SP).

“Considerando o município como um ponto estratégico do Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama) para a implementação das políticas públicas ambientais, o Ministério de Meio Ambiente e a Anamma, em parceria com os órgãos estaduais de Meio Ambiente, desencadearam um processo de identificação dos municípios brasileiros que mais se destacam nesta questão”, explicou Rejane Pieratti, ao site do Governo Federal.

A grande iniciativa de Extrema relacionada à preservação do meio ambiente é o Projeto Conservador das Águas, vencedor de vários prêmios, incluindo o “Prêmio Internacional de Dubai 2012 de Melhores Práticas para Melhoria das Condições de Vida”, promovido pelo Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (Habitat/ONU), e o prêmio Greenvana Greenbest na categoria “Iniciativas Governamentais”, escolhido pela Academia Greenbest. A iniciativa também recebeu os prêmios Caixa Melhores Práticas em Gestão Local 2011/2012; 10º e 12º Prêmio Furnas Ouro Azul; e Bom Exemplo 2011, da Fundação Dom Cabral; em 2014, vencedor do Prêmio Von Martius de Sustentabilidade; entre outros.

Em 2018, após 13 anos de atividades, o Conservador das Águas ultrapassou a quantidade de 1,6 milhão de mudas plantadas e 6.849 de hectares protegidos. O projeto é pioneiro no Brasil em pagamento por serviços ambientais (PSA) ao promover a adequação ambiental das propriedades rurais e manter a qualidade dos mananciais de Extrema. A água “produzida” na cidade abastece grande parte do município de São Paulo, por meio do Sistema Cantareira. A Prefeitura de Extrema recompensa financeiramente os proprietários rurais que aderem ao projeto e que cumpram com as metas. O valor pago em 2018 correspondeu a R$ 285 por hectare/ano.

Estudantes da UFF visitam o Conservador das Águas

Cerca de 40 alunos do curso de Geografia da Universidade Federal Fluminense (UFF) vieram a Extrema conhecer o Projeto Conservador das Águas, que protege os mananciais da cidade. Os estudantes universitários foram recebidos por técnicos da Secretaria de Meio Ambiente, que explicaram o funcionamento da iniciativa, responsável por plantar mais de 1,6 milhão de mudas e proteger quase 7 mil hectares.

Campanhas de Conscientização Ambiental serão realizadas em Extrema-MG e em Bragança Paulista-SP

Duas ações do Projeto Semeando Água na área de educação ambiental já estão programadas para a primeira quinzena de dezembro. A primeira será realizada em Extrema, em Minas Gerais, no dia 1º de dezembro, na Feira do Produtor Rural, na Praça Presidente Vargas (atrás da Igreja Matriz). A segunda campanha do mês acontecerá em Bragança Paulista – SP, também na Feira do Produtor Rural, no dia 8 de dezembro, na Avenida Alpheu Grimelo, no Lago do Taboão.

A equipe de Educação Ambiental do projeto Semeando Água apresentará nas duas oportunidades ao público da feira e aos produtores rurais os principais desafios na região do Sistema Cantareira e a importância do comprometimento de toda a população para aumentar a segurança hídrica do Sistema.

A restauração florestal de 21 mil hectares de Áreas de Preservação Permanente (APPs) é um dos destaques desses desafios. Como forma de estimular a população a somar esforços nessa direção, a equipe de Educação Ambiental distribuirá gratuitamente mudas de árvores nativas da Mata Atlântica nas duas feiras. 

O projeto Semeando Água é uma realização do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas, com patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental e Governo Federal, que atua além de em Extrema – MG e em Bragança Paulista – SP, em mais seis municípios, sendo dois mineiros: Camanducaia e Itapeva e quatro paulistas: Joanópolis, Mairiporã, Nazaré Paulista e Piracaia.

Mais informações: (11) 97297-3516 / semeandoagua-com@ipe.org.br / http://www.ipe.org.br/

 Fonte: Projeto Semeando Água do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ)

Fechamento da Educação Ambiental 2018

A Educação Ambiental em Extrema acontece desde 1974, antes mesmo da aprovação da Política Nacional de Educação ambiental em 1999. O município, por meio de parceria entre as secretarias de Meio Ambiente e Educação, possui um sistema estruturado de coordenação dos processos de educação ambiental através de apoio técnico em suas atividades e de fóruns bimestrais realizados com os orientadores pedagógicos e representantes das escolas municipais, estaduais e particulares da rede. Em 2018, o projeto foi realizado em 17 escolas, com participação de 459 educadores (entre coordenadores, professores e monitores) e 7.453 alunos/educandos do projeto. Os números superam os dados dos anos anteriores e demonstram o crescimento do projeto, que envolveu, em 2017, 471 educadores e 6.798 educandos.

Começam as conferências que vão debater água, esgoto, lixo e drenagem em Extrema

Foi realizada, na manhã desta quarta-feira, 7 de novembro de 2018, a primeira conferência setorial de diagnóstico/prognóstico do panorama dos problemas e das potencialidades existentes no município com relação ao saneamento básico e gestão de resíduos sólidos. O encontro foi realizado na E. M. José Sebastião Morbidelli, nos Tenentes.

A proposta é que as discussões ajudem a melhorar a prestação dos serviços de água, esgoto, lixo e drenagem de água pluvial no município. As conferências seguem até sexta-feira, dia 9. A Prefeitura Municipal de Extrema, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, convida a população a participar.

As reuniões são abertas à população e acontecem nas seguintes datas:

SETOR 1: Centro
Local: Secretaria de Meio Ambiente – 09/11/2018 (manhã)

SETOR 3: Roseira
Local: E. M. Osvaldo de Oliveira – 07/11/2018 (tarde)

SETOR 4: Mantiqueira
Local: E. M. Prof° Noêmia de Medis Pereira – 08/11/2018 (manhã)

SETOR 5: Salto
Local: E. M. Alcebíades Gilli – 08/11/2018 (tarde)